quinta-feira, 5 de agosto de 2021   | : :
16_04_2014_18_30_banner_leviinteriores.gif

Segurança, posto, conveniência fazem parte da história de Lucas Moreti

Gente que Acontece



Segurança, posto, conveniência fazem parte da história de Lucas Moreti

O “Gente que acontece” da semana conta a história de Lucas Ferreira Moreti, 36 anos, casado, pai de dois filhos, natural de Votuporanga, policial militar, empresário e que escolheu Sebastianópolis do Sul para sediar 3 de suas empresas.

O amor de Moreti pelo serviço militar vem de berço, faz parte da 4ª geração de militar. Seu bisavô era coronel, seu avô latifundiário e coronel, seu pai militar de carreira e proprietário rural.

Ele se divide entre Sebastianópolis e Votuporanga há cerca de 9 anos quando assumiu cargo de policial militar em Sebastianópolis e paralelamente mantêm 3 empresas relacionadas a segurança com sede em Votuporanga.

Conta que em todo este tempo pode avaliar algumas necessidades do município, principalmente a carência de serviços especializados e bom atendimento.

A chance de mudar este cenário veio há um ano atrás quando adquiriu o Posto Santa Maria e conseguiu parceria com a BR para trazer para o município o BR Mania – a loja de conveniência do Posto Petrobrás, pioneira na região.

Mas o tino empresarial de Moreti exigia mais, “estou aqui para quebrar paradigmas, não acho certo o monopólio, acredito que a concorrência leal é benéfica e impulsiona não só o cidadão mas uma comunidade inteira”.

Observando os hábitos dos moradores da região percebeu que muitos saem da nossa micro região para cidades maiores, como Votuporanga e Rio Preto atrás, por exemplo de comida japonesa, “daí a ideia de montar a temakeria, afinal Sebastianópolis do Sul fica no meio, entre Votuporanga e Rio Preto, resolvi montar e fazer um teste, comprei 10 mesas, trouxe um amigo de São Paulo e depois de 10 dias estas 10 mesas já não comportava a demanda, tinha gente que esperava 40 minutos para ser atendido”, conta.

Foi ai que deu mais um passo na carreira empresarial, arrendou a casa do lado do posto, fez uma interligação entre os dois estabelecimentos e em dois meses estava pronta uma big estrutura para atender a temakeria, hoje o terreno já é seu.

Resumindo, hoje ele é sócio proprietário de 6 empresas, 3 em Votuporanga e 3 em Sebastianópolis do Sul.

Um detalhe que ele gosta de ressaltar, em todas elas busca trazer os melhores profissionais e tenta fazer com que estes trabalhem com dedicação e se relacione bem com o público.

Sua empresa de segurança é responsável pela segurança do Bloco Oba (carnaval de Votuporanga), Rock in Rio, a Tuska (festa universitária de Ribeirão Preto), entre outras.

O segredo do sucesso nesta área vem de sua experiência como policial. Assim que firma o contrato vai até o local onde será a festa, faz um levantamento de todas as ocorrências e traça uma estratégia que é seguida a risca por todos os seguranças contratados, “quem não segue é mandado embora na hora”, destaca.

Neste segmento realiza um trabalho diferenciado, nosso lema é “não bater, mobilizar e retirar”, antes do início e após seu término fiscalizamos os banheiros, fazemos varredura no local e principalmente revistamos todos na entrada.

Por mês sua empresa de segurança faz cerca de 15 eventos e conta com uma faixa de 450 a 480 trabalhadores.

O dinamismo para conciliar sua carreira e suas empresas, vem de sua formação, “meu pai é funcionário público, minha mãe professora, os dois são proprietários rurais, então até os 16 anos morei no sítio, tirava leite, ajudava nas lavouras de café, arroz, e o campo é o lugar onde você aprende a ser mais digno e honesto, ele traz isto para a gente, depois fui para o serviço militar, fiz um ano de exército, passei no concurso público e hoje sou policial”, destaca.

Os conceitos aprendidos no campo ele passa para o filho Lucas, “ele está desde os 16 anos trabalhando comigo, porque acredito que só sabe mandar quem sabe fazer, então ele começou a trabalhar na Serviços Moreti, instalando cercas e tal, hoje, aos 18 anos ele tem estrutura para me apoiar nas empresas com conhecimento de causa”, explica.

Para ele o serviço na Polícia é fonte de prazer e a temakeria é sua terapia particular.

O segredo do sucesso, para ele, é simples, “tudo o que você faz bem feito e com dedicação, dá certo”.

Vale destacar que suas empresas ajudam 10 entidades assistenciais da região.

Comentar

Compartilhar


Top