quinta-feira, 24 de junho de 2021   | : :
16_04_2014_18_30_banner_leviinteriores.gif

Carateca Enzo Bassi fala de sua satisfação de poder treinar com um dos senseis mais importantes do país


Carateca Enzo Bassi fala de sua satisfação de poder treinar com um dos senseis mais importantes do país

No esporte, o importante papel dos treinadores é fundamental para que os atletas traçam uma carreira de conquistas e vitórias, pois eles são como um espelho para os atletas. É a ocasião em que o elo entre treinadores e atletas ultrapassa os locais de treinamentos e também superam a distância nos treinos.

A relação do carateca de Santa Fé do Sul Enzo Gabriel Vidotti Bassi e de seu sensei Hélio Arakaki é um desses exemplos, pois, mesmo eles treinando a distância, o atleta continua seguindo os passos de seu treinador.

Enzo acompanha o sensei Hélio desde 2017, mas começaram a se falar no início de 2018 pela internet, quando trocaram informações relevantes sobre o karatê.

“O sensei é Hélio é muito ativo em suas redes sociais, sempre compartilhando seus conhecimentos abertamente com todos. E em de janeiro de 2018, passamos a nos falar sobre o karatê e, dessa forma, fizemos amizade e construindo um verdadeiro elo”, explicou o carateca.

Ele disse que o primeiro encontro entre eles aconteceu em abril de 2018, em uma competição em Campo Grande. “O sensei Hélio esteve presente no evento como membro do conselho de mestres da nova diretoria da Federação de Karatê do Mato Grosso do Sul. Naquela oportunidade a nossa conversa fluiu muito bem”, explicou. Enzo salientou ainda que antes de participar do evento já havia decidido que trocaria de academia e também de sensei. “O meu antigo sensei já havia sido comunicado da minha decisão, mas como o ano de competições já havia começado decidi comunicar que sairia de sua academia assim que terminassem as competições de 2018”, relatou.

Mesmo antes de começar a treinar com o sensei Hélio, já seguia as orientações que a ele eram passadas pela a internet. “Comecei a treinar com o sensei em dezembro de 2018, quando encerrou-se o meu compromisso com a antiga academia. Já de imediato iniciei meus treinamentos com ele a distância, tendo um primeiro treino presencial em janeiro de 2019”, explicou.

Ele destacou que o treino é a maioria das vezes a distância e que eles têm uma relação incrível, sempre com muito respeito e carinho. Além disso, os treinos são bem proveitosos, pois a cada treino sempre aprende algo novo. “Antes, estava acostumado com o karatê esportivo e agora passei a ter um contato muito maior com o karatê budô”, explicou.

“Tenho sorte em ter a oportunidade de treinar com o sensei Hélio, pois ele é um dos melhores senseis do Brasil, além de ser reconhecido internacionalmente. Poder aprender a arte do karatê de verdade e conseguir unir o Karatê-Do Tradicional e o karatê esportivo é sensacional”, salientou Enzo.

O carateca falou que em 2019 viajava para Campo Grande para se encontrar com o sensei Hélio com o objetivo de treinar ou participar de seus cursos a cada dois meses, mas em 2020, por causa da pandemia da Covid-19, isso não pode mais ser possível. Mesmo assim, se encontraram no evento “Ganshuku”, que ocorreu em Campinas.

Sobre os treinos com o sensei Hélio, ele explicou que “treino um dia por semana online com o sensei e os demais dias da semana eu faço as suas aulas que estão disponíveis em seu canal no Youtube. Gravo os meus treinos e os envio para que ele possa analisá-los e ver se estão corretos”, relatou.

O carateca destacou que se adaptou muito bem aos treinos à distância. “Treinar com o sensei Hélio é sempre muito fácil, pois tem um rico material postado em suas redes sociais sobre treinamentos e, dessa forma, conseguimos atingir um nível muito bom, mesmo que a distância”.

Enzo ressaltou que é uma honra ser o primeiro aluno a treinar com o sensei Hélio à distância, pois após este ocorrido, o sensei ficou ainda mais ativo em suas redes sociais e está realizando cursos, mentorias, treinamentos e capacitações incríveis, tudo online. “Atualmente o sensei Hélio atende alunos e atletas de todo o país e, para a sorte do karatê, hoje, através da tecnologia, temos a oportunidade de tê-lo compartilhando seu conhecimento com todos nós”, finalizou.

Galeria de Fotos

Comentar

Compartilhar


Top