terça-feira, 1 de dezembro de 2020   | : :
16_04_2014_18_29_banner_levimagazine.gif

Prefeitura esclarece sobre gastos com COVID 19


Prefeitura esclarece sobre gastos com COVID 19

Devido a matéria veiculada pelo jornal Diário da Região em sua edição de 31/10/2020, a administração de Macaubal, através do prefeito Wanderlei Melhado, postou vídeo nas redes sociais explicando que houve erro no lançamento dos dados no sistema Painel COVID, do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Pela matéria publicada, Macaubal figurava como a cidade que mais havia gasto, na média, por caso confirmado de coronavírus.

Segundo a administração, a verdade é que o município de Macaubal recebeu até a presente data o valor de R$ 1.611.369,78 destinados ao combate da COVID-19 e foram gastos até o momento R$ 557.041,99. Deste valor, R$ 542.609,16 já foram pagos.

Portanto resta do total da verba do COVID, R$ 1.068.760,62 que estão disponíveis nas contas da Prefeitura Municipal, que podem ser confirmados através de extratos bancários. A administração esclarece ainda que dos R$ 557.041,99 que foram gastos, foram repassados para a Santa Casa de Macaubal R$ 249.388,30 e para o Lar São Vicente de Paulo, o valor de R$ 149.120,00, portanto o valor gasto pela prefeitura seria de R$ 158.533,69.

Se dividirmos esse valor pelos 102 pacientes contaminados com o COVID 19 no município, chegaremos ao valor de R$ 1.554,42 por paciente, valor bem diferente dos R$ 13.683,65 divulgados na matéria. Sendo importante destacar que este valor não corresponde apenas a medicação dos contaminados, mas abrange todo o plano de combate a COVID no município, ou seja, trabalho de prevenção, conscientização, remoção de pacientes, EPIs, materiais hospitalares, etc.

Ainda segundo a administração todos os números apresentados acima, foram fiscalizados pelo Tribunal de contas, “estamos a disposição para qualquer esclarecimento e fornecimento dos documentos aqui apresentados, seja para Conselho de Saúde ou qualquer cidadão macaubalense”, destacou o prefeito.

A prefeitura enviou e-mail ao TCE informando o erro, que respondeu não ser possível corrigir as informações de setembro, mas que deveria ser informado os valores corretos em outubro, para que no sistema ficassem registrados os números corretos.

Nos gráficos que publicamos abaixo, elaborados pela empresa BW Sistemas, responsável pelo Sistema da Prefeitura é possível conferir os números que citamos acima.

Galeria de Fotos

Comentar

Compartilhar


Top