sábado, 6 de março de 2021   | : :
16_04_2014_18_30_banner_leviinteriores.gif

Onze regiões do estado poderão reabrir o comércio neste fim de semana

Desenvolvimento Regional anuncia que Grande SP, Baixada Santista e outras 9 regiões terão restaurantes, centros comerciais e escritórios liberados até as 20 horas



Onze regiões do estado poderão reabrir o comércio neste fim de semana

Na coletiva de imprensa de ontem (03), realizada no Palácio dos Bandeirantes, o Governo do Estado anunciou a liberação para funcionamento de atividades comerciais aos fins de semana. Onze regiões do estado, incluindo a Região Metropolitana de SP (RMSP) e a Baixada Santista, que estão atualmente na fase laranja do Plano SP, poderão reabrir comércio e serviços não essenciais.

A medida se justifica pela evolução dos indicadores de saúde em todo o território paulista. Deste modo, neste sábado (6) e domingo (7), cidades das regiões de RMSP, Araçatuba, Araraquara, Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Registro, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto e Sorocaba terão liberados o atendimento presencial em comércios e serviços não essenciais das 6h às 20h, durante todo o final de semana e também aos dias úteis.

Já nos municípios das regiões ainda em fase vermelha, como Barretos, Bauru, Franca, Marília, Ribeirão Preto e Taubaté, as restrições estão mantidas em tempo integral. Estas seis regiões registram ocupação hospitalar de pacientes graves com COVID-19 acima de 75%.

O secretário Marco Vinholi anunciou para esta sexta-feira a revisão regional do Plano SP, com vigência a partir da segunda-feira seguinte. “O anúncio de flexibilização de hoje, devido à melhora nos indicadores de saúde em todo o estado, indica um caminho correto para as Prefeituras, que colaboram com o Estado no enfrentamento da pandemia.”

Vinholi recomendou às Prefeituras paulistas que suspendam o feriado de Carnaval. “Suspendemos o feriado no estado e recomendamos que as Prefeituras façam o mesmo, de fato elas têm se mobilizado neste sentido, fiscalizando e coibindo as aglomerações nos dias de Carnaval, especialmente na faixa litorânea do estado,”, afirmou Vinholi.

O estado registrou redução no número de leitos ocupados pela Covid, tanto em UTIs como em enfermaria, nesta semana. O que permitiu suspender a restrição suplementar às atividades não essenciais já neste fim de semana. Houve queda de 11% em internações em leitos públicos e privados.

Com a medida, o funcionamento de restaurantes e comércio será liberado de acordo com a fase do plano SP em que a região se situa. Este alívio nas internações causadas pela pandemia levou o Centro de Contingência a avaliar pela estabilização da pandemia em SP, especialmente com o indicador de novas internações em regressão progressiva nas últimas três semanas.

As regiões em etapa laranja, especialmente RMSP e Baixada Santista, têm mostrado maior tendência de queda de internações. A situação ainda é grave, mesmo com a estabilização da doença, mas num patamar ainda alto, semelhante ao verificado em julho e agosto de 2020. Houve grande avanço no acesso aos serviços de saúde, especialmente para os pacientes graves. SP tem hoje no total mais de 8.500 leitos para Covid, sendo mais de 2.000 deles disponíveis no momento.



Novas regras deste fim de semana

Neste sábado (6) e domingo (7) todos os setores poderão funcionar, como comércio e restaurantes, respeitando as regras da fase laranja. Isso vale para as cidades das regiões da RMSP, Baixada Santista, Araçatuba, Araraquara, Campinas, Piracicaba, Registro, Sorocaba, Registro e São João da Boa Vista. Na etapa laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concessionárias, escritórios podem funcionar por até oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade, com início às 6h e encerramento às 20h. Os parques também estão liberados nesta fase. O consumo local em bares segue proibido. A venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência só pode ocorrer entre 6h e 20h. Somente a partir da fase verde, a mais branda, é que essa comercialização poderá voltar a ser feita sem restrições.

Galeria de Fotos

Comentar

Compartilhar


Top